Saponificação

Manifesta-se pelo aparecimento de manchas na superfície pintada (freqüentemente provoca descascamento ou destruição da tinta PVA) ou pelo retardamento indefinido da secagem de tintas à base de resinas alquídicas (esmaltes e tintas a óleo). Neste caso, a superfície apresenta-se sempre pegajosa, podendo até escorrer óleo. 

A saponificação é causada pela alcalinidade natural da cal e do cimento que compõe o reboco. Essa alcalinidade, na presença de certo grau de umidade, reage com a acidez característica de alguns tipos de resina, acarretando a saponificação. 

Para evitar esse problema, repetimos: antes de pintar o reboco, aguarde até que o mesmo esteja seco e curado, o que demora cerca de 28 dias. 

Para corrigir a saponificação em tinta látex, recomenda-se raspar, escovar ou lixar a superfície, eliminando as partes soltas ou mal aderidas. Isto feito, aplica-se uma demão de tintas a base d'água e aplicar acabamento. 

A correção de saponificação em pintura alquídica (esmalte sintético e tinta a óleo) é feita conforme segue: remover totalmente a tinta mediante lavagem com solventes, raspando e lixando. 

Às vezes, pela dificuldade em remover esse tipo de tinta, costuma-se aquecer a pintura com um maçarico até que esta estoure, raspando-se em seguida, ainda quente (este procedimento somente é aconselhável quando executado por profissionais experientes). 

Em seguida, aplicar uma demão de tinta a base d'água, diluída conforme recomendação na embalagem do produto e aplicar acabamento.

Link
BOLETIM DE NOVIDADES
Receba dicas ofertas e informações no seu e-mail

SAC: (66) 3515 - 2147 / 3531 - 3913